ana-abrao-photo

Camelos decorados, vacas pintadas, rodas gigantes, algodão doce, caldo de cana, artesanato típico a venda, vendedores ambulantes por todos os lados, música que não se percebe bem o estilo, tão alto é o som, buzinas (muitas). Estamos no penúltimo dia da feira e há clima de festa por todos os lados.

 

Caminho tranquila em direção a feira de camelos, com o pensamento em outro planeta. Meus olhos passam por uma desconhecida e numa fração de segundos faço a viagem de volta para o presente. Uma beleza ingénua que não consigo encaixar num padrão. Produzida poderia ser modelo?
 
Está a entrada da feira. Pede dinheiro para ser fotografada. Por opção pessoal, não pago por retratos mas o impulso é maior do que o raciocínio lógico (se fotografo, então pago). Calculo, disparo, confiro o visor, espanto-me e não escondo a surpresa. Lindíssima.
 
Ela observa, esboça um ligeiro sorriso. Não pede dinheiro. 

 

Me pergunto quem será a pessoa por detrás daquela face …

 
 
Share This