4

Acordei inspirada, imaginativa, de bem com a vida e a pensar em fotografia…

Moving shapes 6

Conversava comigo mesma: “E se eu fizer isto, combinar com aquilo, aplicar aquilo outro e no final adicionar algum contraste?” 🙂  E foi o que fiz. Camara nas mãos, lente 400mm e sem filtros, cerca de duas horas da tarde. Com a máquina programada para velocidades entre 1/10 e 1/30, fiz alguns ensaios com movimentos manuais diferentes (circulares, semi-circulares, verticais, horizontais, etc) para capturar elementos diferentes num jardim. No final e de acordo com os melhores “desenhos” conseguidos com os rastos de cor e luz, decidi seleccionar quatro fotografias para a composição experimental. Com as máscaras de luminosidade e o jogo de revelar/esconder, decidi os movimentos mais interessantes de cada imagem para fazerem parte da imagem final. Algumas pinceladas pelo meio e no final… adicionei algum contraste. 🙂

Tarefa simples mas muito divertida e estimulante pelo simples fato de envolver Fotografia, Movimento e Arte.

Já fez experiências semelhantes? Já aplicou a ideia em outros contextos? Partilhe os seus pensamentos!   Gostaria de aplica-la à sua própria maneira?  Não hesite em enviar questões.

Share This